Estrias! Como acabar com elas?

Tratamento para estrias

Como acabar com as estrias!

Olá meus amores, tudo bem com vocês?  Não da para negar que as estrias aterrorizam boa parte dos seres humanos. E há tempos venho buscando informação de qualidade para compartilhar com vocês.  “Sim, sofro com as minhas, embora sejam pouquíssimas!” Nossa resenha de hoje, é sobre tratamento para acabar com estrias do amigo e colunista do blog Dr. Dimitri Jorge médico Dermatologista e professor de medicina.

Tratamento para estrias
Estrias

O que é ESTRIA?

Estria é uma atrofia tegumentar adquirida que surge quando as fibras elásticas e colágenas (responsáveis pela firmeza da pele) se rompem e formam “cicatrizes”. São causa frequente de consulta ao dermatologista , sendo mais frequentes em mulheres, podendo ser discretas ou exuberantes.
Caracteristicamente surgem a partir da adolescência ou durante a gravidez. O aspecto das Estrias iniciais são lesões lineares rosadas ou cor da pele, deprimidas ou discretamente elevadas e, na fase tardia, brancas com espessura e largura variáveis, sendo mais frequentes nas nádegas, coxas, abdome e costas. Não se sabe a causa, mas geralmente essas lesões aparecem após a distensão excessiva ou abrupta da pele que desencadeia uma inflamação e depois rompimento das fibras elásticas e colágenas.

Como evitar as estrias

É possível evitar?

As estrias devem e podem ser evitadas antes de se instalarem permanentemente. Um cuidado importante é controlar o ganho de peso, evitando que a pele sofra grandes distensões. Podem ocorrer em situações como: crescimento rápido durante a puberdade, aumento excessivo dos músculos por exercícios físicos exagerados, colocação de próteses (de mamas, por exemplo), gravidez, obesidade, uso prolongado de corticosteroides tópicos, orais ou injetáveis.

Adeus estrias
Adeus estrias.

Como tratar?

O tratamento das estrias constitui até hoje um desafio terapêutico . A resposta ao tratamento varia de paciente para paciente e , também, da fase evolutiva em que se encontra a estria. O ideal é que seja realizado assim que elas surjam, na fase em que são recentes e rosadas.
Há várias opções terapêuticas disponíveis que podem ser feitas de forma isolada ou combinada, sempre com acompanhamento do dermatologista . Podem ser usados cremes com ácido retinoico, ácido glicólico ou com vitamina C; microdermoabrasão; radiofrequência; microagulhamento (IPCA), vários tipos de luzes e laser – como o dye laser, excimer laser, luz intensa pulsada, Nd:YAG, lasers fracionados não ablativos e ablativos, como o érbio e o CO2. Todos os tratamentos citados podem ser realizados na Clínica Dr. Dimitri Jorge.

Mais uma vez obrigada ao Dr. Dimitri Jorge por contribuir e agregar tanta informação e conhecimento ao blog.

E vocês meus amores, espero que tenham gostado da nossa matéria de hoje!

Beijos!

 

 Madame Verazani

Instagram: Dr. Dimitri Jorge   Facebook: Dr. Dimitri Jorge  Site: www.dimitrijorge.com.br

Dermatologista
Clínica Dr. Dimitri Jorge

Deixe uma resposta